Ciencia Perú , Perú, Viernes, 17 de mayo de 2013 a las 13:02

Coleções científicas chaves para redescobrir um caracol neotropical

As coleções científicas foram chaves para redescobrir um caracol neotropical

MNCN/DICYT A descrição de uma espécie baseia-se no que se conhece como exemplares tipo, que constituem um padrão de referência. Os tipos são um instrumento essencial para os taxonomistas e um patrimônio da ciência, de modo que devem ser guardados em instituições que garantam sua conservação e sejam acessíveis à comunidade científica. As vezes, no entanto, é difícil reconhecer uma espécie porque não existe material tipo com o qual fazer a comparação. Nestes casos, é aconselhável rastrear os possíveis tipos de coleções históricas, anteriores ao século XX.

 

Os caracóis terrestres do gênero Isomeria distribuem-se pelo nordeste da América do Sul: Colômbia, Equador e Peru. Ainda que sejam conhecidas 35 espécies e subespécies, sabe-se muito pouco de sua biologia, ecologia e estado de conservação. Uma vez que os pleurodontes, a família a que pertencem, encontra-se dentre os maiores e conspícuos caracóis do Neotrópico, esta escassez de dados reflete o pobre conhecimento sobre os moluscos neotropicais.

 

Dois pesquisadores do Museu Nacional de Ciências Naturais (MNCN) da Espanha e do Museu de Cincinnati, desvelaram a classificação taxonômica do caracol Isomeria morula e a publicaram na revista Journal of Conchology. A localização de três espécimes deste grupo taxonômico, procedentes de coleções do Equador e da segunda metade do século XIX, permitiu redescobrir esta espécie. Os exemplares pertencem ao MNCN e ao Museu de Zoologia da Universidade de Michigan.

 

O espécime do MNCN foi escolhido como o lectótipo de Isomeria morula, deixando clara sua posição taxonômica. Os pesquisadores descreveram as características do caracol e ofereceram uma chave para distinguí-lo de outras espécies do gênero Isomeria.

 

Rafael Araujo, do MNCN, comenta: “Este artigo reflete a importância das coleções científicas e como a colaboração internacional entre especialistas permitiu localizar um tipo extraviado”.

 

Referência bibliográfica

 

Borrero, F. J., Araujo, R. 2012. Clarification of the taxonomic status of Isomeria morula (Hidalgo 1870), from Ecuador (Gastropoda: Pleurodontidae). Journal of Conchology, 41(2): 145-152.