Ciencia Portugal , Castelo Branco, Jueves, 23 de abril de 2015 a las 13:11
INESPO II

Doses moderadas de cafeína estimulam a formação de espermatozoides

Uma investigação revela que doses baixas a moderadas de cafeína promovem a espermatogénese, mas doses elevadas poderiam ser prejudiciais

José Pichel Andrés/DICYT Uma investigação indica que a cafeína pode afetar a espermatogénese, a formação de gâmetas masculinos ou espermatozoides. O estudo, realizado pela Universidade da Beira Interior e recentemente publicado na revista científica Toxicology, revela que doses baixas a moderadas de cafeína estimulam este processo, enquanto doses elevadas poderiam ser prejudiciais.

 

“Os resultados indicam que a cafeína altera o metabolismo das células de Sertoli, as quais apoiam o desenvolvimento dos espermatozoides”, explica a DiCYT Pedro Oliveira, investigador da Universidade da Beira Interior. Em doses baixas ou moderadas, o composto provoca que estas células produzam lactato, um elemento essencial para a espermatogénese acontecer. No entanto, quando a quantidade de cafeína é muito elevada o efeito pode ser o contrário por uma oxidação maior das células.

 

Em resumo, “embora sejam precisos mais estudos para esclarecer a dose de cafeína que pode ser benéfica ou prejudicial para a função das células de Sertoli, os resultados sugerem que o consumo moderado parece seguro para a saúde reprodutiva masculina e promove condições para o desenvolvimento e sobrevivência dos espermatozoides”.

 

O estudo foi realizado in vitro com células de Sertoli humanas procedentes de biopsias testiculares. Os investigadores aplicaram a estas células três doses diferentes de cafeína para imitar as concentrações observadas em consumidores pontuais, moderados e compulsivos de bebidas ricas em cafeína, tais como café, chá verde e chá preto. Os cientistas julgam que estes experimentos são um bom modelo para compreender o que realmente acontece no corpo, considerando que as células de Sertoli são essenciais para a fertilidade masculina, já que definem a quantidade de espermatozoides que se hão de formar.

 

Os investigadores consideravam especialmente interessante este estudo dada a tendência de consumir bebidas energéticas ricas em cafeína por jovens em idade reprodutiva.

 

Consumo específico sem definir

 

No entanto, “trata-se de um estudo preliminar que não permite estabelecer as doses específicas de cafeína que um adulto deve consumir”, adverte Pedro Oliveira. Em todo o caso, “os resultados obtidos sugerem que a ingestão de uma dose diária de cafeína, correspondente a três ou quatro cafés ou cinco ou seis chávenas de chá por dia, parece não ter efeitos negativos sobre as células de Sertoli” e até mesmo “parece ter efeitos promotores sobre o funcionamento metabólico das células”.

 

Apesar disso, havemos de ter em mente que há outros alimentos e bebidas que contêm uma boa dose de cafeína, tais como cacau e alguns refrigerantes de cola, e que os resultados também indicam que doses elevadas deste composto interferem com o funcionamento das células, conduzindo a uma deterioração da fertilidade masculina. Assim, os cientistas acham relevante continuar a estudar os efeitos de outras doses de cafeína.

 

“A infertilidade afeta cada vez mais a casais em idade fértil”, afirma o especialista. O fator masculino, só ou em combinação com o feminino, representa dois terços dos casos de infertilidade e muitas vezes está associado com doenças metabólicas, tais como obesidade e diabetes, assim como consumo de drogas, álcool, tabaco e certos medicamentos. Por isso, “é essencial aprofundar a compreensão dos mecanismos subjacentes nas mudanças na saúde reprodutiva masculina”.

 

Referência bibliográfica 

 

Dose-dependent effects of caffeine in human Sertoli cells metabolism and oxidative profile: Relevance for male fertility. Tânia R. Dias, Marco G. Alves, Raquel L. Bernardino, Ana D. Martins, Ana C. Moreira, Joaquina Silva, Alberto Barros, Mário Sousa, Branca M. Silva, Pedro F. Oliveira. Toxicology, Volume 328, 3 February 2015, Pages 12–20. doi:10.1016/j.tox.2014.12.003