Ciencia Portugal , Oporto, Lunes, 28 de abril de 2014 a las 14:34

Investigadores da Universidade do Porto fazem retrato das doenças reumáticas em Portugal

A obra resulta do desafio lançado pelo Observatório Nacional das Doenças Reumáticas (ONDOR) a um grupo de peritos, no sentido de fazerem uma reflexão sobre o estado da arte

ISPUP/DICYT No próximo dia 30 de abril, às 18.30, será apresentado publicamente, na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, o livro Doenças Reumáticas em Portugal: da Investigação às Políticas de Saúde, desenvolvido por um grupo de peritos que inclui investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP).

 

A obra resulta do desafio lançado pelo Observatório Nacional das Doenças Reumáticas (ONDOR) a um grupo de peritos, no sentido de fazerem uma reflexão sobre o estado da arte, transmitindo perspetivas futuras relativamente a diversos temas na área da reumatologia. O objectivo passa por proporcionar uma atenção contínua ao impacto das doenças musculoesqueléticas em Portugal.

 

O resultado final, agora reunido em livro, inclui os contributos de especialistas de diferentes áreas como a reumatologia, a medicina geral e familiar, a saúde pública, a economia da saúde, a sociologia, a saúde ocupacional, bem como representantes da sociedade civil.

 

Entre as atividades do Observatório Nacional das Doenças Reumáticas inclui-se a recolha e a divulgação de informação de qualidade destinada aos clínicos, aos decisores em saúde, e ao público em geral.

 

Após a publicação d’O Estado da Reumatologia em Portugal, um documento publicado em 2010 que consistiu numa extensa revisão de um amplo espectro de informação quantitativa sobre a carga das doenças reumáticas em Portugal, o Observatório decidiu avançar para um enquadramento multidimensional à patologia musculoesquelética que resultou no livro que será agora apresentado.