Ciencia Portugal , Coimbra, Martes, 24 de marzo de 2015 a las 14:53
INESPO II

Livro divulgativo apresenta experimentos de Astronomia para estudantes lusófonos

12 investigadores de Portugal e São Tomé e Príncipe publicaram o livro “Do Planeta Terra ao espaço” , surgido após o evento ‘ECLIPSE 2013: História e Ciência no Príncipe’

Cristina G. Pedraz/DICYT Uma equipa de 12 investigadores de Portugal e São Tomé e Príncipe elaborou um livro chamado Do Planeta Terra ao espaço, sugerindo uma série de tarefas e práticas experimentais em áreas como Astronomia, Matemática, Física, Química e Cosmologia para alunos de ensino básico e secundário. A publicação, destinada principalmente a professores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), tem uma tiragem inicial de 750 cópias e recebeu o apoio do Banco Internacional de São Tomé e Príncipe e do Gabinete para o Desenvolvimento da Astronomia, da União Astronómica Internacional.


Um dos editores e autores, Paulo Jorge Lourenço, investigador no Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra (Portugal) e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, explica que o livro surgiu depois de se celebrar o evento ECLIPSE 2013: História e Ciência no Príncipe, organizado pelo Governo da Região Autónoma do Príncipe, o Grupo HBD (Investimentos Turísticos) e o projeto Matemática do Planeta Terra (MPT), realizado em outubro e novembro de 2013, em Príncipe (São Tomé e Príncipe).


Neste evento divulgativo houve atividades, oficinas e cursos de formação “que provaram ser de grande importância para alunos, professores e comunidade em geral”. Portanto, quando concluiu, o desafio comum foi continuar esta linha de ação e deixar um registro “não só para os participantes do evento, mas também para todos aqueles que, diariamente, são desafiados a fornecer às pessoas ao seu redor algumas experiências significativas de aprendizagem e partilhar uma língua comum”.


A combinação desta necessidade com o lançamento de um projeto para criar um centro para a Astronomia em língua portuguesa, que lá teve lugar, foi a razão para desenvolver um livro com materiais de apoio para os professores lusófonos.


Além disso, a equipa de editores, autores e revisores do livro também teve em conta a relação com o tema do Ano Internacional da Luz 2015 declarado pela Assembleia Geral das Nações Unidas. De facto, a relação entre a luz e a cosmologia foi o foco de atenção no contexto da Relatividade Geral durante o evento ECLIPSE 2013, com a ilha de Príncipe como um dos lugares que contribuíram para a verificação experimental desta teoria. “Em 2015, comemoramos o 100º aniversário da enunciação da Relatividade Geral de Albert Einstein e isto é um acontecimento que também pretendemos homenagear” prossegue Lourenço.


15 tarefas


Especificamente, a publicação sugere tarefas 15, embora apresenta 14 e a 15 só está disponível online e depende do uso de recursos tecnológicos. Trata-se de atividades práticas e experiências para se realizarem dentro e fora da sala de aula sobre questões que permitirão conectar e aprofundar o conhecimento em diferentes áreas, ao longo de uma rota que vai da Terra para o espaço. Apesar de serem tarefas interdisciplinares, são organizadas em três grupos principais: Astronomia, Ensino Experimental da Física e Cosmologia.


Como descreve o editor e autor, paralelamente ao livro ―que não tem fins lucrativos―, foi criado um site que apoia e complementa as tarefas apresentadas, permitindo desta forma a impressão e adaptação dos materiais desenvolvidos de acordo com as necessidades e contextos de aplicação. Assim, as tarefas sugeridas que estão limitadas a determinadas localizações geográficas estão também disponíveis online com as devidas adaptações para outras regiões.


Informação complementar


Os sites de cada uma das funções também são acessíveis através de dispositivos móveis com acesso à Internet por QR Code. Nestas páginas específicas mostra-se toda a informação de cada uma das tarefas e arquivos de apoio (apresentações, folhas de cálculo, materiais para imprimir, etc.).


“O nosso objetivo é facilitar o papel do professor, permitindo a realização de tarefas inovadoras, minimizando o tempo gasto na preparação e, assim, tornando mais rentável o seu funcionamento e adequação ao contexto escolar e experiencial de todas as partes interessadas", conclui.