Ciência Portugal  AVEIRO 18/09/2018

Ozono pode estar a provocar danos na vinha diminuindo rendimento e qualidade

Projeto DOUROZONE: o efeito do ozono nas vinhas do Douro

Os elevados níveis de ozono (troposférico) no Douro vinhateiro podem levar a uma perda de produtividade média de cerca de 30%, se a exposição aos valores registados de ozono ocorrerem de forma recorrente durante três anos consecutivos, segundo a modelação feita no projeto DOUROZONE e de acordo com os valores medidos no terreno para o clima presente. O projeto decorreu no âmbito das atividades do Centro de Estudos do Ambiente do Mar (CESAM), laboratório associado da Universidade de Aveiro (UA).

 
557 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  BRASIL 10/09/2018

Novo tratamento reduz dor de pacientes com fibromialgia

A aplicação nas palmas das mãos, e não nos pontos de dor espalhados pelo corpo, está apresentando maior ação analgésica e anti-inflamatória

Um novo equipamento, que permite a emissão conjugada de laser de baixa intensidade e ultrassom terapêutico, tem reduzido consideravelmente a dor de pacientes com fibromialgia. A aplicação nas palmas das mãos, e não nos pontos de dor espalhados pelo corpo, está apresentando maior ação analgésica e anti-inflamatória. Como consequência da redução da dor, os pacientes tiveram também melhora no sono, na capacidade de executar tarefas cotidianas e na qualidade de vida como um todo.

 
951 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  SãO PAULO 30/07/2018

Nível de melatonina pode indicar grau de malignidade de tumores

Grupo do IB-USP mostrou que, em alguns tipos de câncer, quanto maior é a produção de melatonina pelas células tumorais menos agressiva é a doença e maior o tempo de sobrevida do paciente

Avaliar a capacidade das células tumorais de produzir o hormônio melatonina pode se tornar uma estratégia inovadora de medir o grau de malignidade em alguns tipos de câncer, entre eles tumores do sistema nervoso central, pulmão, intestino, pâncreas e bexiga.

 

 

1.140 palavras
1 Imagens
Ciência Portugal  PORTUGAL 20/07/2018

Como as nossas células constroem antenas diferentes para ver, cheirar e ouvir o mundo que nos rodeia

Os investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência descobriram que apesar das células utilizarem muitos dos mesmos materiais de construção ao fazerem os alicerces das antenas, são muito criativas

O nosso corpo é composto por milhões de células que comunicam entre si e com o meio ambiente utilizando pequenas antenas, chamadas de cílios, que emitem e recebem sinais, incluindo som, cheiros, luz. Alguns destes cílios podem mover-se, permitindo também o movimento às células, como no caso do espermatozóide. Sabe-se que estes cílios estão alterados em várias doenças levando a infertilidade, perda de visão, obesidade, e outros sintomas.

 
476 palavras
1 Imagens
Ciência Portugal  PORTUGAL 29/06/2018

CIBIO-InBio revela segredos da adaptação das lebres às alterações climáticas

O estudo demonstra que a incorporação de variantes genéticos de outra espécie de lebre leva a que alguns indivíduos não mudem de cor

Uma equipa científica internacional, que inclui os investigadores do CIBIO-InBIO José Melo-Ferreira e Paulo Célio Alves, revelou num artigo publicado pela revista Science como a lebre-americana consegue manter a camuflagem todo o ano, mudando ou não a cor da pelagem sazonalmente.

 
583 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  SãO PAULO 08/06/2018

Grupo da USP testa métodos para monitorar identidade de células-tronco pluripotentes

A equipe do LaNCE faz uso de uma técnica premiada com o Nobel de Medicina em 2012 e descrita em 2006 por Shinya Yamanaka, da Universidade de Kyoto, no Japão

O avanço das técnicas que permitem transformar células adultas em células-tronco pluripotentes induzidas (IPS, na sigla em inglês) tem levado à geração de grandes coleções de linhagens celulares, que abrigam material genético de milhares de indivíduos e, muitas vezes, são compartilhadas entre diferentes grupos de pesquisa.

 
822 palavras
1 Imagens
Ciência Portugal  OPORTO 25/05/2018

Um maço de tabaco por dia aumenta três vezes risco de cancro do estômago

Os investigadores que participaram no consórcio StoP (Stomach Cancer Pooling) Project analisaram cerca de 23 estudos, que continham informação sobre 10 mil casos de cancro do estômago e 26 mil controlos

Uma investigação realizada por um consórcio internacional, em que o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) participa,harmonizou e integrou dados de vários estudos de 16 países que elencavam fatores de risco para o cancro do estômago e concluiu, de forma robusta, que a probabilidade de desenvolver este tipo de cancro aumenta com o crescente número de cigarros que se fuma. Por exemplo, quem fuma 20 cigarros por dia (o equivalente a um maço de tabaco) aumenta em cerca de 30% o risco de vir a desenvolver cancro do estômago.

 
510 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  BRASIL 18/05/2018

Plataforma usa inteligência artificial para diagnosticar Zika e outros patógenos

Método criado na Unicamp alia análise do soro sanguíneo por espectrometria de massas a algoritmo capaz de encontrar padrões associados a enfermidades – tanto de origem viral, como bacteriana, fúngica e até mesmo genética

Uma plataforma capaz de diagnosticar diversos tipos de doenças, com alto índice de precisão, por meio de marcadores metabólicos encontrados no sangue de pacientes foi desenvolvida por cientistas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

 
890 palavras
2 Imagens
Ciência Portugal  PORTUGAL 10/05/2018

Olhamos para o interior das células e percebemos como se tornam cancerosas

A instabilidade genómica criada pelo excesso de centrossomas pode ajudar as células a tornarem-se malignas

Um estudo em esófago de Barrett permitiu perceber o papel dos centrossomas, estruturas mais pequenas que um fio de cabelo dividido centenas de vezes, no desenvolvimento do cancro esófago. Ao perceber os centrossomas, percebemos como se inicia esta neoplasia. As células começam por acumular centrossomas, que desempenham um papel vital na divisão celular, antes de se transformarem em células cancerosas. Se percebermos a contribuição dos centrossomas para o processo, poderemos vir a melhorar o tratamento dos doentes.

 
415 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  SãO PAULO 08/05/2018

Nova técnica amplia em 32 vezes capacidade bactericida de nanopartículas

Pesquisadores ligados ao Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais desenvolvem nova rota para obter partículas de prata em escala nanométrica, utilizadas atualmente em diversos produtos

Nas últimas décadas, diversos grupos de pesquisa no mundo em ciência dos materiais iniciaram uma corrida para conseguir desenvolver novas técnicas para obter partículas de prata em escala nanométrica (da bilionésima parte do metro) e aumentar as propriedades óptica, catalítica e bactericida do material.

 
725 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  BRASIL 02/05/2018

Nova técnica detecta Zika e dengue em amostras de pacientes sem o uso de equipamentos

Plataforma Sherlock usa enzima capaz de reconhecer ácidos nucleicos virais em fluidos corporais, dispensando infraestrutura laboratorial. Tecnologia foi descrita na Science com participação de pesquisadores brasileiros

A detecção precisa dos vírus dengue e Zika diretamente em amostras de pacientes, sem a necessidade de preparações ou equipamentos laboratoriais, tornou-se possível graças à união de Sherlock e Hudson – sim, desta vez Watson ficou de fora..

 
957 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  BRASIL 13/04/2018

Painel de biomarcadores pode orientar o tratamento de câncer cerebral

Pesquisadores da USP de Ribeirão Preto identificam sete biomarcadores capazes de apontar, no momento do diagnóstico primário, quais pacientes com glioma tendem a evoluir para a forma mais agressiva da doença

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) descreveram na revista Cell Reports um painel de biomarcadores capaz de indicar aos médicos quais pacientes diagnosticados com glioma – um tipo de câncer cerebral – tendem a evoluir para uma forma mais agressiva da doença no caso de recidiva.

 
995 palavras
1 Imagens
Ciência Portugal  OPORTO 02/04/2018

Projeto europeu para promover ambientes de trabalho mais saudáveis

Esta Ação COST, financiada pela Comissão Europeia, envolve 73 participantes de 28 países. O propósito é identificar riscos para a saúde relacionados com o trabalho e propor políticas de prevenção

O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) é uma das entidades participantes na rede OMEGA-NET, uma ação europeia que tem em vista integrar e otimizar as coortes de saúde ocupacional na Europa. O objetivo último é identificar riscos para a saúde relacionados com o trabalho e apontar políticas de prevenção que garantam um contexto laboral mais saudável nas empresas.

 
342 palavras
1 Imagens
Ciência Portugal  PORTUGAL 20/03/2018

Universidade do Porto em estudo sobre possíveis efeitos positivos da cerveja na diabetes

Uma equipa de investigação que inclui especialistas da Universidade do Porto foi distinguida com a Bolsa Emílio Peres da Sociedade Portuguesa de Diabetologia

Uma equipa de investigação que inclui especialistas da Universidade do Porto foi distinguida com a Bolsa Emílio Peres da Sociedade Portuguesa de Diabetologia. A bolsa, no valor de cinco mil euros, visa financiar um projeto que pretende avaliar se o consumo de cerveja sem álcool pode ter um impacto positivo nos pacientes com diabetes.

 
413 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  BRASIL 07/03/2018

Estrutura de agente antitumoral é analisada com luz síncrotron

Estudo busca melhorar formulações e reduzir dose de fármaco contra câncer de mama metastático. Pesquisa feita nos Estados Unidos tem brasileiro como primeiro autor

Medicamentos de alta complexidade, como agentes antitumorais, podem acarretar efeitos colaterais, além de muitas vezes exigir o uso de elevadas doses. Para melhorar essas terapias e dar mais qualidade de vida aos pacientes, muitas vezes é necessário fazer análises também complexas, não só das moléculas que constituem o medicamento, mas das relações entre a sua estrutura e as propriedades físico-químicas.

 
768 palavras
1 Imagens
Ciência Portugal  PORTUGAL 26/02/2018

Morcegos tropicais dão-nos lição: dieta variada é chave para diversificação das espécies

Investigação do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar da Universidade de Aveiro

De que forma o tipo de alimentação influencia a formação de novas espécies? Através do estudo da dieta dos morcegos noctilionoídeos da América do Sul, uma equipa de biólogos da Universidade de Aveiro (UA) deu mais um passo na compreensão da ancestral mas pouco compreendida relação entre comida e diversificação das espécies. No caso deste morcego, que se divide em mais de 200 espécies numa diversidade sem paralelo entre os mamíferos, os biólogos garantem que sua dieta variada é mesmo a chave que explica a enorme riqueza genética.

 
574 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  SãO PAULO 22/02/2018

Compostos do veneno de cascavel têm ação contra vírus da hepatite C

Estudos feitos por pesquisadores brasileiros, publicados na 'PLOS ONE' e 'Scientific Reports', também apresentam resultados promissores de compostos da flora brasileira no combate ao vírus causador da doença

AGÊNCIA FAPESP/DICYT - No Brasil, a hepatite C é a maior responsável por casos de cirrose hepática e, por consequência, pelos transplantes de fígado, de acordo com o Ministério da Saúde. Em São Paulo, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, cerca de 50% dos transplantes de fígado ocorrem em pacientes portadores de vírus da hepatite B ou C, sendo que o segundo responde sozinho por 40% de todos os transplantes de fígado.

1.197 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  SãO PAULO 15/02/2018

Estudo ajuda a compreender papel de proteínas envolvidas no câncer

Pesquisadores do SGC-Unicamp e do Aché desenvolvem moléculas sintéticas capazes de inibir a atividade das quinases VRK1 e VRK2 e validá-las como alvo terapêutico

Envolvidas na regulação da divisão celular, as proteínas VRK1 e VRK2 são consideradas potenciais alvos para o tratamento de alguns tipos de câncer, entre eles próstata, ovário e intestino.

 
992 palavras
1 Imagens
Ciência Portugal  OPORTO 02/02/2018

Investigadores do Porto “decifram” causas da hiperatividade e défice de atenção

Calcula-se que a PHDA afete entre 5 a 8% das crianças em idade escolar, atingindo sobretudo o género masculino

Um novo estudo assinado por cientistas da Universidade do Porto e do Politécnico do Porto (P.Porto) vem lançar novas luzes sobre a neuroanatomia da Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA), condição que afeta entre 5 a 8% das crianças em idade escolar, com especial incidência nos rapazes.

 
440 palavras
1 Imagens
Ciência Brasil  SãO PAULO 23/01/2018

Pesquisa destaca papel de molécula que direciona resposta imune em casos de malária

Cientistas brasileiros descrevem atuação do sinalizador de dano celular P2X7 e mostram que equilíbrio entre estratégias de ação do sistema imunológico é importante para que o combate à doença infecciosa seja bem-sucedido

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. In eu dui non est venenatis lobortis. Donec iaculis iaculis turpis. In hac habitasse platea dictumst. Aliquam vitae arcu. Maecenas justo tortor, eleifend sed, fermentum vitae, condimentum vitae, diam. Vivamus mattis, ligula vitae commodo vulputate, lorem tellus semper nulla, vitae cursus nunc eros ut massa. Curabitur velit pede, lobortis a, ultrices sit amet, suscipit non, erat.Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. In eu dui non est venenatis lobortis. Donec iaculis iaculis turpis. In hac habitasse platea dictumst. Aliquam vitae arcu. Maecenas justo tortor, eleifend sed, fermentum vitae, condimentum vitae, diam. Vivamus mattis, ligula vitae commodo vulputate, lorem tellus semper nulla, vitae cursus nunc eros ut massa. Curabitur velit pede, lobortis a, ultrices sit amet, suscipit non, erat.

989 palavras
1 Imagens