Health Mexico Saltillo, México, Thursday, December 20 of 2012, 11:37

Desenvolve-se coberturas de cobre com propriedades antimicrobianas para a indústria têxtil

Trata-se de um projeto de colaboração entre o México e a União Européia

CMB/DICYT O desenvolvimento de coberturas nanoestruturadas de cobre com propriedades antimicrobianas inovadoras para a indústria têxtil é o projeto que reúne neste consórcio cooperativo, chamado CuVito, empresas, instituições de educação superior e centros de pesquisa nacionais e estrangeiros. Seu propósito é desenvolver coberturas de cobre para têxteis que possam prevenir infecções por transmissão de bactérias e fungos prejudiciais. Este tipo de material pode ser usado, em princípio, pela indústria da saúde e de alimentos e, posteriormente, em roupa desportiva.

 

Este é um dos quatro projetos que receberam financiamento do CONACYT e do Sétimo Programa Marco da União Européia. Permite, além de desenvolver uma tecnologia nova, reforçar relações e laços de cooperação entre os países integrantes dentro do tema de Nanominning (nanomineração).

 

O Consórcio Cuvito começou a operar em 2012 e é integrado pelo Centro de Investigação Química Aplicada, pela Universidade de Guanajuato e pela Metal Técnica S.A. de C.V do México, bem como a TWI e Thomas Swan & Co. Ltd. do Reino Unido, o Instituto Leibniz para Novos Materiais GmbH, da Alemanha, e Cyanine Technologies, da Itália. A coordenação no México está a cargo do Dr. Carlos Alberto Ávila Orta, do Centro de Investigação em Química Aplicada.

 

No último mês de outubro foi realizada a última reunião de acompanhamento nas instalações do CIQA e cada uma das Instituições teve a oportunidade de apresentar os progressos de seus trabalhos.

 

Alan Taylor da TWI e líder do consórcio, expressou que o projeto está baseado em uma idéia de cadeia de valor, na qual os sócios acadêmicos estão encarregados de desenvolver a pesquisa e transferí-la aos sócios industriais. “Participamos há dois anos deste projeto com o qual tivemos boa relação e excelentes resultados. Esperamos que no futuro possamos colaborar em outros projetos conjuntos devido às fortalezas que já foram desenvolvidas”, assegura.

 

Felipe Padilla, da Universidade de Guanajuato, afirmou que este consórcio integra especialistas líderes em diferentes áreas, o que permite gerar produtos de qualidade. Ademais, favorece o vínculo entre as instituições de pesquisa e a indústria do interior do país com as do exterior.

 

Andrés Gómez, da Metal Técnica, comenta que para as pequenas e médias empresas é muito importante participar neste tipo de projetos, já que o formato favorece a participação destas empresas no desenvolvimento de tecnologia de ponta. Propicia, ademais, o clima para o intercâmbio de boas práticas, afirma.

 

Por sua parte, Carlos Ávila, do CIQA, comentou que este tipo de colaboração para desenvolver novos materiais é uma excelente alternativa para resolver grandes problemas do nosso tempo.


A informação pública deste projeto pode ser consultada na página http://www.cuvito.eu/.